Partilhe a estrada em segurança

A Carvaz, um stand de usados em matosinhos criou este artigo para sensibilizar o público geral para as limitações dos veículos pesados.

Todos os condutores portugueses sabem o que é partilhar a estrada com veículos pesados. Os autocarros, veículos articulados e camiões de carga ocupam o devido espaço nas nossas estradas. Por serem veículos mais altos, pesados e compridos são também mais vulneráveis, difíceis de manusear e apresentam maior risco de capotar. Para além das dificuldades físicas as transgressões e condução ofensiva dos restantes condutores criam, por vezes, situações de perigo.

O estereótipo do motorista de pesados como um condutor que é imprudente, conduz demasiadas horas e provoca acidentes ainda está presente na nossa sociedade. Há uns anos viam-se manchetes de acidentes rodoviários que envolviam veículos pesados, de matrícula portuguesa e grande parte deles eram causados pelo cansaço. Hoje, o motorista tem limites impostos por lei.

FORMAÇÃO E CARGA HORÁRIA

Um condutor de pesados de mercadorias pode conduzir no máximo 90h por quinzena. Estas horas podem ser distribuídas desde que não ultrapassem as 54h semanais. Os limites diários são de 13h para 9h de descanso ou 15h para 12h de descanso. Fazem pausas obrigatórias a cada três horas. Mais repouso diminuí o stress e ansiedade dos condutores profissionais. Agora são mais conscientes, focados, civilizados, educados e bons companheiros de estrada.

As horas e velocidades são registadas através do tacógrafo. Este instrumento é fiscalizado pela empresa de 28 em 28 dias. Por exemplo: se o condutor ultrapassar uma velocidade máxima por dois minutos e sofrer uma fiscalização essa infração vai estar registada e é suficiente para ser multado. O objetivo num futuro próximo é a implementar tacógrafos controlados por satélite.

A maioria dos condutores são profissionais experientes que respeitam a estrada e as suas regras. Conhecem o seu veículo melhor do que ninguém, as suas dificuldades e limitações. A sua licença é renovada numa formação de 35 horas a cada cinco anos, altura em que fazem também testes psicotécnicos. Fora isso, há formações extra como a de transporte de materiais perigosos.

Ao contrário dos motoristas profissionais, os condutores de ligeiros e motociclos não são lecionados sobre civismo para com veículos pesados e quais as dificuldades dos mesmos. O primeiro passo para uma melhor convivência na estrada é ter noção das dificuldades de conduzir um veículo pesado, independentemente da experiência do condutor.

Dicas de Convivência

Situações de Risco

1. Fique fora dos ângulos cegos

Veículos pesados, largos e compridos têm grandes ângulos cegos nos 4 lados. Se não consegue ver o condutor no seu espelho lateral o condutor não o consegue ver a si. Tenha especial cuidado ao atravessar um ângulo cego e nunca circule nessa área.

2. Ultrapasse com segurança

Tenha em especial atenção que um veículo pesado demora mais tempo a ultrapassar. Logo, deve ter especial atenção ao ambiente que o rodeia e as condições para efetuar a manobra. Nunca o faça pela direita, nem se atravesse à frente de um veículo pesado. Saiba todas as indicações sobre como ultrapassar um veículo pesado na última secção deste artigo.

3. Não se meta à frente

Meter-se à frente de um pesado de mercadorias vai fazer com que fique num ângulo cego. Mesmo que o condutor o veja, o tempo que ele demora a travar pode ser demasiado para evitar o acidente. Quando o transito se faz em filas paralelas é hábito dos ligeiros atravessarem-se na distância de segurança que o pesado guarda do veículo da frente. Isso é extremamente perigoso. Para além disso, há mercadoria que se pode mover nas travagens e causa instabilidade no manuseamento do veículo, criando situações de perigo eminente.

As descidas são um desafio devido ao peso do veículo e trabalho dos travões, nunca obrigue um veículo pesado a travar numa descida. Um pesado de mercadorias precisa de, no mínimo, 40% mais tempo para travar. A 50km/h precisa de 14 segundos para travar em segurança.

4. Guarde Distância de Segurança – Muita distância

É comum acreditar que conduzir diretamente atrás de um veículo pesado poupa combustível, pois o este corta o vento por si. Os perigos inerentes a esta atitude são muito superiores aos discutíveis benefícios e poupança de dinheiro. Este posicionamento  cria tubos de ar e o impacto caso você ou o pesado mudem de faixa pode levar a que perca controlo do carro.

Em caso de acidente, o ligeiro pode deslizar e ficar preso debaixo do camião. Em subidas a distância é ainda mais importante pois o veículo pesado pode deslizar. Em acrescento, os pneus dos camiões largam resíduos grandes que podem danificar o seu carro se circular muito perto da traseira do mesmo.

5. Antecipe espaço para curvas e mudanças de direção

Autocarros e camiões precisam de muito mais espaço para fazer curvas e podem ocupar outras faixas de rodagem. Nunca se meta entre o veículo a realizar a curva e a curva pois para além de este ter pouca agilidade o espelho retrovisor respetivo ao lado para o qual efetua a curva torna-se cego.

O lado direito tem um ângulo cego enorme com a largura de duas faixas de rodagem. Nunca se coloque à direita de um veículo pesado, principalmente se este vai mudar de direção.

6. Lembre-se dos outros quando estaciona o seu carro

Não se esqueça dos veículos longos quando estaciona o seu carro. O código da estrada tem ressalvas quanto ao estacionamento perto de cruzamentos, lembre-se delas quando para o seu veículo. Não só está a obstruir a via para os outros veículos, como arrisca uma multa. Por vezes, um carro estacionado muito perto de um cruzamento é suficiente para dar uma dor de cabeça a um condutor profissional.

1 – É proibido parar ou estacionar:

b) A menos de 5 m para um e outro lado dos cruzamentos, entroncamentos ou rotundas, sem prejuízo do disposto na alínea e) do presente número e na alínea a) do n.º 2;

c) A menos de 5 m para a frente e 25 m para trás dos sinais indicativos da paragem dos veículos de transporte coletivo de passageiros ou a menos de 6 m para trás daqueles sinais quando os referidos veículos transitem sobre carris;

2 – Fora das localidades, é ainda proibido:

a) Parar ou estacionar a menos de 50 m para um e outro lado dos cruzamentos, entroncamentos, rotundas, curvas ou lombas de visibilidade reduzida;

1 – É proibido o estacionamento:

a) Impedindo o trânsito de veículos ou obrigando à utilização da parte da faixa de rodagem destinada ao sentido contrário, conforme o trânsito se faça num ou em dois sentidos;

 b) Nas faixas de rodagem, em segunda fila, e em todos os lugares em que impeça o acesso a veículos devidamente estacionados, a saída destes ou a ocupação de lugares vagos;

Localidade Fora Localidade Via Rápida Auto Estrada
Ligeiro Passageiros 50 90 100 120
Ligeiro Mercadoria 50 80 90 110
Pesado Passageiros 50 80 90 100
Pesado Mercadorias 50 80 80 90

7. Seja paciente

Veículos pesados demoram a acelerar e por vezes têm limitadores de velocidade. Lembre-se que a velocidade limite deles é mais baixa que a nossa e têm mais dificuldades a entrar em cruzamentos e retomar a marcha. Apitar ou conduzir demasiado perto do veículo pesado não vai apressar a situação, muito pelo contrário, pode criar stress no condutor e incitar um acidente. Um pesado precisa de duas a quatro mudanças para retomar ou iniciar a marcha.

Quando a faixa da direita termina não acelere a fundo para obrigar o pesado a travar e impedi-lo de entrar. A recuperação da marcha, como já falamos, é um processo lento, principalmente numa autoestrada.

Localidade Fora Localidade Via Rápida Auto Estrada
Ligeiro Passageiros 50 90 100 120
Ligeiro Mercadoria 50 80 90 110
Pesado Passageiros 50 80 90 100
Pesado Mercadorias 50 80 80 90

8. Cuidado com os máximos

Todos sabemos que os máximos podem encandear condutores que vêm na direção oposta, independentemente do veículo. No entanto, os máximos a incidir nos retrovisores de um veículo pesado podem encadear o condutor e fazê-lo perder a visão por segundos.

9. Rotundas

Lembre-se que em rotundas os pesados circulam sempre por fora independentemente da saída devido ao espaço necessário.

10. Não se esqueça dos básicos

Use sempre cinto, esteja atento à condução, não conduza fatigado ou sobre a influência de substâncias. Acima de tudo, nunca se esqueça de sinalizar as suas manobras, use os piscas. Por fim, mantenha velocidades estáveis, não acelere para se por à frente de um pesado e depois abrande violentamente.

Ultrapassagem

Os veículos pesados têm velocidades máximas mais baixas que os ligeiros e comprimento muito superior. Logo, a ultrapassagem dos mesmos é quase inevitável a certo ponto. No entanto há fatores que devemos ter em conta de forma a que a manobra seja segura. Há situações em que a ultrapassagem é mais complexa que outras, por exemplo em autoestrada o facto de haver duas vias no mesmo sentido ajuda. Quando em transito local a situação complica-se e para alguns condutores é até stressante.

Como ultrapassar um veículo pesado?

1º – Avaliar a Necessidade – Preciso mesmo de ultrapassar?

– Vou parar ou fazer uma saída dentro de poucos km

– Estou numa localidade e próximo da velocidade máxima

– A ultrapassagem vai-me poupar tempo de viagem a não é um local perigoso

2º – Tenho espaço?

– Nunca se atravesse na frente e um condutor que tenha iniciado a ultrapassagem antes de si

– Tenho Visibilidade sobre os carros que vêm da faixa de ultrapassagem

– Tenho linha descontinua suficiente. (Ultrapassar um veículo longo demora mais que ultrapassar um ligeiro)

3º – Sinalize a Manobra

Um camião não tem espelho central! Apenas retrovisores. Logo, não consegue ver um veículo que esteja diretamente atrás de si. Por isso, deve sinalizar a manobra pelo menos 20/30 metros antes, de forma a que o motorista do pesado de mercadorias veja a sinalização nos retrovisores.

4º Ultrapasse com determinação

-Não diminua a velocidade, dance com o seu veículo ou faça curvas agressivas

– Ocupe a faixa de ultrapassagem gradualmente. Quando estiver estável, ganhe aceleração para finalizar a manobra.

5º Regresse à faixa de rodagem

Não se atravesse à frente do veículo pesado! Deixe 15 a 20 metros. Um bom truque para saber que pode voltar à sua faixa é quando consegue ver o pesado no seu espelho central.

Se consegue ler a matrícula está muito perto!!

Não se atravesse à frente do camião! Deixe 15 a 20 metros. Um bom truque para saber que pode voltar à sua faixa é quando consegue ver o camião no seu espelho central.

Se consegue ler a matrícula está muito perto!!

Extra – Cuidado com os golpes de vento

Mesmo que não esteja vento, se conduzir muito perto de um veículo pesado a mudança de faixa causa um golpe de vento que vai dificultar o controlo do seu carro. Para além dos outros perigos inerentes a conduzir demasiado perto de um pesado.